12 março 2012

Parado mas não extinto...


Há muito que não escrevo neste cantinho...outros projectos surgiram pelo meio, mas este canto continuará a ser explorado, desenvolvido e partilhado por quem o escreve e por quem o lê. Quero saber quais as são as vossas dúvidas, que por vezes podem coincidir com as minhas enquanto técnica,  familiar de quem pode sofrer com dificuldade de aprendizagem, enquanto pai ou mãe. 
O que gostariam de ver discutido. Partilhem mais as vossas experiências, questões, peço-vos que me vão dando o vosso feedback para que possamos abordar temas, estratégias que permitam um dia a dia mais feliz e agradável àqueles que vivenciam todo o tipo de dificuldades, que se estende a todo o seu núcleo de convívio, seja este social, pessoal e/ou familiar.

Um comentário:

Anônimo disse...

Boa noite,
Gostaria de saber qual será a situação atual do profissional de Psicopedagogia, agora com a criação da Ordem dos Psicólogos.
Sou psicopedagoga clinica, mas vou tentar completar o curso de Psicologia,já que a nossa profissão não é reconhecida. Já chega de esperar! Vou fazer como muitos colegas que já fizeram formação em Psicologia e agora já estão incluídos formalmente em equipas de trabalho.
Não entendo: se a profissão não é reconhecida como o Min.da Educação permite que a licenciatura continua aberta na Lusofona (Porto). Não vale a pena!
Como conseguir equivalências para completar o curso de Psicologia no menor tempo possível? Um abraço, Cris